sábado, 7 de maio de 2011

MEMÓRIAS de OUTRORA XIX

No próprio local em que o animal cai, não lhes extraem a pele nem as vísceras, limitando-se a cobri-lo com lenha, a que deitam fogo, o animal começa a inchar devido ao calor intenso, e o seu rebentamento é o sinal para começarem a comer, participando neste acto toda a família, que acampam no local.

Quando a carne termina, o que pode demorar alguns dias, partem na perseguição de outro animal, levando assim uma vida nómada.
Quando a caça rareia, alimentam-se de tubérculos, frutos selvagens, gafanhotos, lesmas e lagartas.
Os Bosquimanes são muito gulosos por Macau, uma beberragem alcoólica tipo cerveja, fabricada pelos outros povos sedentários, como os Cuanhamas e os Mamuilas, que a obtêm pela fermentação de uma espécie de milho chamado massango e massangala.
Anos mais tarde este povo viria a tornar-se celebre e popular em todo o mundo devido á sua participação no conhecido filme “ Os deuses devem estar loucos”.

10 comentários:

Dora Regina disse...

Estou acompanhando suas memórias...
Grande abraço!

José Sousa disse...

Caro amigo Manuel Aldeias!
Também conheço esta bebida feita de massambal. No local onde eu vivia chamava-se de "Morufu".

Espero que me siga em meu blogue:

transpondo-barreiras.blogspot.com

Beijão e bom Domingo.

edumanes disse...

ÀS vezes perguntava a mim mesmo. Quando ia caçar durante a noite. Havia um negro que gostava de ir caçar comigo. Porque eu matava uma ou duas cabras do mato, que nós dois para além da bataria tinhamos que carregar, por vezes a alguns quilometro de distância. E porque é que aquele senhor negro gostava de ir á caça comigo?
A razão é que eu, dizia para ele ficar com as cabras, e depois de lhe tirar a pele e as tripas, dividilas por dois.
Alguns diziam para eles ficarem apenas com as tripas.
Se eles comiam certa bicharada é porque outra coisa não tinham para comer?
Resto de bom domingo
Um abraço
Eduardo.

Carla Ceres disse...

Tudo bem, Manuel?
Agora que tenho melhores informações, vou rever "Os Deuses Devem Estar Loucos".
Continuo acompanhando a história.
Abraço!

edumanes disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
manuel aldeias disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
manuel aldeias disse...

Pois é amigo Eduardo, quando da minha estadia militar de cerca de 5 meses, pelo extremo sul de Angola, tambem me deparei com alguns soldados Flechas da etnia Bosquimane, que faziam serviço num posto da DGS, a quem eram entregues as tripas dos animais que caçavamos, afim destes os entregarem aos seus familiares que se encontravam acampados nas imediações.
Sempre pensei que estes Bosquimanes apreciavam as tripas, apenas porque lhes não ofereciam a carne.
Manuel Aldeias

edumanes disse...

Boa tarde amigo Manuel Aldeias. obrigado por ter comentado o meu comentário aqui no seu blog.
Mas, sempre ouvi dizer que os cães roem os osso, porque não têm carne para comer!
Quase o mesmo se passou com os aletenjanos, noutros tempos. Penso que nem os ossos eles tinha para roer?
Um abraço
Eduardo.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Meu querido amigo espero que seu regresso não demore muito, pois quando estamos nisto não queremos nossos amigos longe por muito tempo.
E também que sua saúde esteja em alta, desejo tudo de bom em vossa vida beijinhos para todos vós e tudo de bom.

Graça Pereira disse...

Adorei o filme "Os Deuses devem estar loucos"...não sabia que foi filmado com um povo de Angola.
Tudo bem contigo?
Beijo
Graça